Corretores de Imóveis serão substituídos por Aplicativos?

Espaço destinado à discussão de questões relacionadas com a formação profissional, cursos, palestras, relação com mercado, com imobiliárias, direitos de deveres do Corretor ou Corretora de Imóveis.
Avatar do usuário
ruiz
Staff
Staff
Mensagens: 478
Registrado em: 05 Nov 2004, 16:02
Cidade: Porto Alegre
UF: RS
Fone: 51-9 92261244
Localização: Porto Alegre/RS
Contato:

Corretores de Imóveis serão substituídos por Aplicativos?

Mensagem por ruiz » 01 Jun 2017, 20:16

Se você ainda não viu essa palestra do presidente do CRECI-SP, José Augusto Viana Neto, devia ver.

São 2 horas de um papo legal, até porque o Viana tem enorme experiência no mercado imobiliário, está há anos à frente do CRECI, vale a pena ouvi-lo.

Mas atenção, existe um aspecto sobre o qual, talvez, ele esteja equivocado, que é achar que os aplicativos NÃO vão superar os Corretores de Imóveis.

Depende.

O posicionamento dele lembra muitos casos famosos onde restou provado que a tecnologia pode sim atropelar costumes, por exemplo:
  • “Os americanos precisam do telefone, nós não. Nós temos muitos garotos mensageiros” (Sir William Preece, chefe da agência britânica de correios em 1876)
  • “Eu acredito que há mercado para talvez cinco computadores” (Thomas Watson, presidente da IBM em 1943)
  • “A televisão não vai conseguir se segurar no mercado por mais de seis meses. As pessoas logo vão se cansar de olhar para uma caixa de madeira todas as noites” (Darryl Francis Zanuck, produtor de cinema e um dos fundadores do estúdio 20th Century Fox, em 1946)
  • “Não há nenhuma razão para alguém querer um computador em casa” (Ken Olson, presidente e fundador da Digital Equipment Corp. em 1977)
  • “A Apple já está morta” (Nathan Myhrvold, então diretor de tecnologia da Microsoft, em 1997)
.. e por aí vai.. a história está lotada de previsões deste tipo..

Acho que o presidente do CRECI paulista está certíssimo em sua visão da profissão, uma consultoria especializada cheia de subjetividades.

Nenhum sistema de computador substitui isso.

Mas nessa história existem 2 pontas que estão soltas, e que vão determinar o futuro da profissão:


Ponta Nº 1: Os Corretores de Imóveis pararam de fazer consultoria

A euforia experimentada nos últimos anos levou muita gente a perceber a profissão como algo muito superficial.

Eu deixei de trabalhar em uma imobiliária em São Paulo porque o dono entendia que eu gastava muito tempo da equipe fazendo captação com exclusividade e com avaliação imobiliária.

Ele queria mais volume, tinha metas de cadastro no sistema, cotas de anúncio nos portais, trabalhava com listas compradas, enfim, todo mundo conhece a rotina.

Consultoria para ele era perda de tempo.

Esse perfil se alastrou pelo mercado, "feito rastro de pólvora"..

Captação tornou-se uma atividade meramente catalogadora.

É fácil constatar o que eu estou falando. Veja o caso da Exclusividade.

É uma coisa tão óbvia, tão ligada a sobrevivência da profissão, que não deveria ser necessário haver uma norma para exigir isso dos corretores.

Mas hoje em dia, arrisco dizer que a exclusividade está praticamente extinta em várias cidades do país (sobretrudo de São Paulo).

Perguntei a uma colega sobre o assunto, e ela me disse, com toda a sinceridade do mundo:
não gosto [de exclusividade], o vendedor acaba criando uma grande expectativa no corretor. Prefiro estar no mercado competitivo, desde que honesto, o mesmo valor de venda pra todos…
Ela não faz consultoria. Sequer assume compromissos com o cliente.

Por favor, não pensem que a minha colega é exceção.. ela é regra..

.. vamos analisar a outra ponta..



Ponta Nº 2: Imobiliária precisa ter capacidade de oferta

Outro fundamento da profissão é a capacidade que o agente tem em divulgar os imóveis captados.

Durante décadas essa capacidade esteve sob o domínio das imobiliárias fisicamente estabelecidas, em função, sobretudo, da sua visibilidade no mercado.

Isso é óbvio.

Só que o ambiente de negócios mudou de mala e cuia para a internet. 100%.

A combinação de tecnologia com profunda crise do setor vai causar um rombo de proporções amazônicas no modelo.

É só dar uma googlada por aí..

Vão ter que "comer na mão" dos portais.. e das apps, os tais aplicativos..
:?


Então fica assim, uma categoria de consultores que não sabe fazer consultoria, dependente de aplicativos com potencial para substituí-la..

Os aplicativos são abertos.. qualquer um pode usar..

.. em um país cuja a taxa de desemprego seguramente vai ultrapassar 20%..

Tem como isso dar certo para os profissionais da intermediação imobiliária?


A única forma de eliminar essas pontas é fazer justamente o que fazemos aqui.

Nosso propósito, concretamente, é a criação de redes locais ultra-poderosas..

.. é um conceito amplo.. eu sei..


Confiram aí o vídeo do nobre colega Presidente do CRECI-SP José Augusto Viana Neto

https://www.youtube.com/watch?v=S_TvY11xe7c
José Ruiz
JR&A
Esqueça os rótulos. Seus atos são inclusivos ou excludentes? É tudo que eu preciso saber a seu respeito.
Imagem

Avatar do usuário
ruiz
Staff
Staff
Mensagens: 478
Registrado em: 05 Nov 2004, 16:02
Cidade: Porto Alegre
UF: RS
Fone: 51-9 92261244
Localização: Porto Alegre/RS
Contato:

Re: Corretores de Imóveis serão substituídos por Aplicativos?

Mensagem por ruiz » 12 Jul 2017, 11:55

Nessa linha de conscientização sobre os rumos da profissão, recomendo esse texto aqui: http://www.resimob.com.br/a-reinvencao- ... obiliario/
José Ruiz
JR&A
Esqueça os rótulos. Seus atos são inclusivos ou excludentes? É tudo que eu preciso saber a seu respeito.
Imagem

Responder

Voltar para “Profissão: Corretor de Imóveis”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante