Missão baiana busca atrair investimentos americanos

Avatar do usuário
ruiz
Staff
Staff
Mensagens: 479
Registrado em: 05 Nov 2004, 16:02
Cidade: Porto Alegre
UF: RS
Fone: 51-9 92261244
Localização: Porto Alegre/RS
Contato:

Missão baiana busca atrair investimentos americanos

Mensagem por ruiz » 15 Set 2007, 12:16

Com o objetivo fechar acordos e contratos e atrair investimentos para a Bahia - especialmente nas áreas de infra-estrutura, bioenergia, mineração, turismo e imobiliária, além do foco na revitalização e desenvolvimento socioeconômico do Centro Histórico de Salvador e do Pólo Industrial de Camaçari -, uma missão do governo baiano, liderada pelo governador Jaques Wagner, embarca amanhã (8) para os Estados Unidos, onde permanece até o dia 14, passando por Washington e Nova York.

São sólidas as relações comerciais entre a Bahia e o mercado americano, segundo mostram os dados do Centro Internacional de Negócios da Bahia (Promo), revelando que os Estados Unidos representam um forte parceiro comercial do estado que exportou, em 2006, cerca de US$ 1,3 bilhão e importou US$ 356,1 milhões, com uma corrente de comércio em torno de US$ 1,61 bilhão e um superavit para a Bahia de US$ 892,7 milhões. No primeiro semestre deste ano, a Bahia exportou para os Estados Unidos US$ 830,6 milhões e importou US$ 242,8 milhões.

Em Washington, a missão baiana, composta por secretários de estado e empresários, cumpre extensa agenda de trabalho e negócios, buscando não apenas reforçar as relações comerciais já existentes, mas atrair novos investimentos de instituições americanas.

Depois de se instalar na capital americana, a missão baiana participa de um café da manhã oferecido pela Central de Cooperativas Agrícolas Americanas (NCBA). Na oportunidade, os representantes do governo vão mostrar aos empresários do setor os avanços do agronegócio e cooperativismo rural na Bahia. Após o encontro na NCBA, o governador Jaques Wagner faz uma visita oficial ao Departamento de Estado, quando pretende sensibilizar a secretária de estado americana, Condoleezza Rice, a visitar a Bahia na sua próxima viagem ao Brasil.

Recursos para estrad
as

Em reunião com integrantes do US-Brazil Business Council, o governador vai discutir as oportunidades de investimentos no estado e o comércio bilateral entre Bahia e Estados Unidos. Ainda na segunda-feira (10), às 15h, se reúne com a direção do Banco Mundial (Bird) para sacramentar o contrato, no valor de US$ 100 milhões, negociado com o governo baiano destinado ao Subprograma Integrado de Restauração e Manutenção de Rodovias (Crema).

Com a World Watch Institution (WWI), o Promo assina acordo de cooperação técnica para controle ambiental, tendo como foco a bioenergia. Às 18h, o governador mantém uma reunião reservada com o representante do Fundo Monetário Internacional (FMI), Paulo Nogueira Júnior, seguindo depois para um encontro com a AFL/CIO, central de trabalhadores americana, encerrando a agenda do dia com um jantar oferecido à missão baiana pela embaixada do Brasil. A missão do governo baiano começa o dia 11 de setembro – data que marca a história americana após o ataque terrorista que derrubou ao World Trade, em Nova Iorque – com um café da manhã oferecido pelo Brazil Institute do Woodrow Wilson Center (WWC), oportunidade em que Jaques Wagner vai fazer uma exposição sobre a conjuntura política brasileira e baiana.

Em seguida, ele mantém encontro com representantes da Comissão das Relações Exteriores da Câmara de Deputados, almoça com a diretoria do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), reunindo-se reservadamente com o presidente da instituição financeira, Luiz Alberto Moreno, e depois com a equipe técnica, encontro do qual participarão também os secretários Fernando Schmidt, chefe-de-gabinete, Rafael Amoedo, da Indústria e Comércio, Geraldo Simões, da Agricultura, e Ronaldo Lobato, do Planejamento, além do superintendente do Promo, Ricardo Saback, para tratar de questões que envolvem a revitalização do Pólo Industrial, do Centro Histórico de Salvador e ações na área do turismo, além de assuntos ligados à bioenergia.

Após visitar o setor consular da embaixada brasileira em Washington, Jaques Wagner concede entrevista à imprensa brasileira, encerrando sua visita à capital americana com um encontro com diretores da Ford Motor Company. Já em Nova York, o governador da Bahia participa de um café da manhã organizado pelo HSBC, no qual estarão presentes investidores com interesses nas áreas de mineração, logística e bioenergia.

Na quarta-feira (12), etapa final da sua viagem aos Estados Unidos, a missão baiana participa de uma reunião com dez representantes dos principais fundos de investimento do mundo com interesse específico em bioenergia, coordenada pela Comanche Clean Energy. A programação oficial do governador prevê que ele começará a quinta-feira (13), concedendo entrevista à TV Bloomberg, especializada em negócios e economia.

A agenda prossegue com uma reunião entre Wagner e representantes do Fundo Investour (fundo turístico e imobiliário), que já manifestaram interesse em investimentos na Bahia, de olho principalmente no Sul do estado e na Baía de Todos os Santos.

No consulado do Brasil, com a presença do embaixador José Alfredo Graça Melo, o governador se encontra com integrantes da Câmara Brasileira de Comércio, seguindo para a casa da chefe da missão brasileira permanente das Nações Unidas, embaixadora Maria Luiza Viotti, onde será recepcionado com um almoço. A visita da missão baiana será encerrada num encontro com um grupo de investidores no Conselho das Américas. A chegada do governador a Salvador está prevista para às 11h15 da próxima sexta-feira (14).
José Ruiz
JR&A
Esqueça os rótulos. Seus atos são inclusivos ou excludentes? É tudo que eu preciso saber a seu respeito.
Imagem

Responder

Voltar para “Salvador”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante