Conta de água menor no condomínio estimula desperdício

Construção em geral, Arquitetura, Engenharia, supply
lelure
Altruísta
Altruísta
Mensagens: 67
Registrado em: 02 Ago 2006, 00:29
Registro Profissional: 065005
Cidade: Nova Friburgo
UF: RJ
Localização: Nova Friburgo
Contato:

Conta de água menor no condomínio estimula desperdício

Mensagem por lelure » 13 Mai 2008, 22:09

Conta de água menor no condomínio estimula desperdício

Nos casos em que o caminhão-pipa é vantajoso finaceiramente, a economia pode respingar no ambiente.
O uso desse fornecimento em substituição ao da concessionária geralmente resulta em desperdício do recurso natural.
Um prédio comercial consumia 1.600 l de água e pagava R$ 31 mil à Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo).
Logo que contratou caminhão-pipa, a conta baixou para R$ 11.200. Mas, em seguida, o uso da água aumentou 20%, e a conta subiu para R$ 12.440.
"Se está mais barato, por que não usar mais? Infelizmente, é assim que muita gente raciocina", diz a síndica K.M..
A própria Sabesp dá descontos de valores variados para clientes que tenham consumo superior a 3.000 m3 por mês.
"A idéia é fidelizar o consumidor", justifica Emília Dalla Rosa, supervisora de marketing da empresa.

Conscientização
Para reduzir ao mesmo tempo a conta e o desperdício de água, síndicos devem manter os condôminos sempre bem informados sobre o tema.
"O principal é que os prédios façam sempre campanhas de conscientização do uso adequado da água", afirma José Roberto Iampolsky, da administradora Paris Condomínios.
Iampolsky conta que também surtem bons efeitos conversas com empregados do prédio e das unidades.
"Se quem lida mais com água é a empregada da casa, é importante explicar para ela como economizar", sugere.
O condomínio tem de ser o primeiro a dar o exemplo: "Não pode haver desperdício de água nas áreas comuns do prédio", pontua Fernando Fornícola, diretor da Habitacional e da Aabic (Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo).

Medição individual
Dispositivos como medidor individual para cada apartamento podem ser adotados pelo condomínio para reduzir a conta e o desperdício.
"Se há uma única conta para todo o conjunto, fica realmente mais difícil cativar o morador para economizar água", argumenta Fornícola.
"Mas, se ele percebe uma redução imediata na sua própria conta, a tendência será se esforçar mais", completa.
Há outros dispositivos que colaboram com a diminuição do volume de água consumido dentro das unidades: a caixa de descarga acoplada ao vaso, em vez da de parede, possibilita uma diminuição de 12 l de água a cada vez que é usada.
Torneiras automáticas com arejadores, que dão impressão de maior volume do jato, aliados a restritores, que diminuem a vazão da água, também colaboram com menor tempo de uso do recurso natural.
"Se conseguir combinar medição individual, campanhas educativas e dispositivos inteligentes, o prédio pode chegar a 30% de economia na conta de água", aponta Fornícola. (MD)

Fonte: Folha de S.Paulo

Responder

Voltar para “Construção e Reforma”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante